Área Restrita
Como não odiar dinâmicas

Como não odiar dinâmicas


Entendemos que muitas vezes dinâmicas de grupo não são objetivas nem bem aplicadas e neste caso você até pode ter razão de não gostar, porém algumas pessoas não gostam de se expor e então reclamam, blogam, participam de grupos contra, entre outras manifestações. Se você é desse tipo, leia esta dica.

Em primeiro lugar é necessário entender o que é uma dinâmica de grupo. A palavra dinâmica pode causar alguma confusão, remetendo a movimento, atividade física e coisas do gênero. Não que não possa ter isso, mas vai muito além. Esta técnica busca entender qual a dinâmica do indivíduo nas relações interpessoais, ou seja, como a pessoa se comporta em interação com um grupo de pessoas.

Por que isso? A menos que você vá trabalhar sozinho, o que é praticamente impossível nas organizações, é necessário identificar se o “seu jeito” se alinha com o perfil da vaga, com o jeito de ser da empresa e do futuro gestor.

Não adianta. Se você for passar a maior parte do seu tempo se sentindo obrigado a agir contra a sua essência, certamente você não durará muito na empresa. Claro que podemos aprender novos comportamentos, rever nossas convicções e ajustar nossas atitudes. Neste caso, duas questões entram em jogo: temos potencial para isso? a empresa quer investir nisso?

Portanto, se você é tímido, busque treinar a sua comunicação: seja claro, objetivo e direto. Ninguém nasce falando. Treine, treine, treine. Aproveite todas as oportunidades para se expor: em casa, na escola, com amigos, participe de associações, clubes, enfim, apareça! Feliz ou infelizmente, ninguém faz sucesso fechado em si mesmo. Se abra para o mundo. No começo poderá ser incômodo e requerer esforço, mas, ao longo do tempo não é difícil que você também se descubra como um talento.



0 comentários em “Como não odiar dinâmicas”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *